O Dia da Terra é comemorado todo 22 de abril. Poucos sabem, mas a data foi criada pelo senador Gaylord Nelson, um ativista norte-americano, em 1970. A ideia surgiu a partir da primeira grande manifestação pela conscientização do impacto das atividades humanas no meio ambiente. 

Estima-se que cerca de 22 milhões de pessoas participaram direta e indiretamente desse protesto. Depois disso, o governo dos Estados Unidos criou a Agência de Proteção Ambiental (Environmental Protection Agency) e uma série de leis destinadas à proteção do meio ambiente.

E dessa forma, o dia 22 faz parte de um calendário anual de ações que lutam pela conservação da Terra, incluindo todo o meio ambiente, a fauna, a flora e a água, e que em 2020 completa 50 anos. Para marcar a data, trouxemos 10 feitos dos esforços por um planeta melhor.

  1. DDT (produto químico tóxico) proibido (1972)

O DDT (dicloro-difenil-tricloroetano) é um inseticida incolor e quase inodoro que foi amplamente utilizado no pós-guerra para aumentar a produtividade agrícola. Finalmente, os cientistas perceberam o que o DDT causava no meio ambiente, como a quase extinção de aves como águias e falcões peregrinos e decidiram proibir o produto.  

 

  1. Acordo global sobre espécies ameaçadas (1975)

A Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies Ameaçadas de Extinção entrou em vigor em 1975. Os países signatários concordaram em proibir ou restringir o comércio de espécies ameaçadas de extinção. Infelizmente, mercados ilegais surgiram para fazer o trabalho de venda desses animais e suas peles. Mas agora, países trabalham juntos para prender criminosos que participam desse tipo de comércio.

 

  1. Melhorias nas embalagens do McDonalds (1986)

Em 1986, o McDonalds começou a usar embalagens biodegradáveis pela pressão feita por ambientalistas e clientes sobre as montanhas de lixo enviadas aos aterros sanitários. Essa foi considerada uma nova era da empresa, que decidiu se unir a grupos de defesa do meio ambiente para mais ações de preservação.

 

  1. Fechando o buraco na camada de ozônio (1987)

Em 1987, o Protocolo de Montreal fez muitos países se reunirem e chegarem a um acordo sobre a proibição de várias substâncias químicas que estavam destruindo a camada de ozônio, o que poderia levar à taxas preocupantes de câncer de pele e outros problemas. Agora essa camada protetora da Terra está lentamente se recuperando.

 

  1. ECO-92 (1992)

A Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento aconteceu no Rio de Janeiro e estimulou toda a sociedade à melhores ações, desde o governo até a população. Foi nesse evento que os países entraram em acordo sobre trabalhar juntos para lidar com as mudanças climáticas através da Agenda 21.

 

  1. Protegendo a biodiversidade (1993)

Em 1993, a Convenção sobre Diversidade Biológica entrou em vigor depois de ratificada por países suficientes e obrigou as nações a trabalharem para proteger sua biodiversidade local.

 

  1. Acordo antecipado sobre o clima – Protocolo de Kyoto (1997)

Em 1997, o Protocolo de Kyoto foi adotado por alguns países e fez algumas grande potências (com exceção dos Estados Unidos) começarem a abordar o aquecimento global de maneira coordenada. 

 

  1. Cradle to Cradle é publicado (2002)

O livro Cradle to Cradle, de William McDonough e Michael Braungart, introduziu o conceito de design biomimético e limpo ao público. Isso ajudou a iniciar um novo movimento de repensar processos feitos pelo homem com o intuito de estar alinhado à natureza. Surgiu assim o desuso do conceito lixo, que transformou-se na ideia de que tudo pode ser reaproveitado.

 

  1. Carros elétricos se tornam legais (2003)

A Tesla Motors ajudou a tornar os carros elétricos modernos novamente depois de terem definhado na obscuridade por um século. Outros fabricantes também avançaram com pesquisas e desenvolvimento de veículos tecnológicos e menos maléficos ao meio ambiente. 

 

  1. Acordo climático (2015)

Em 2015, as nações se reuniram em Paris e acordaram um novo plano para limitar o aquecimento global. O acorde exige que os países reduzam os danos causados ao meio ambiente e emissão de gases de acordo com cada realidade e promessa. É a chamada Agenda 2030.

Como pode ser visto, já foram dados muitos passos para que um dia a comemoração do Dia da Terra seja apenas para a manutenção de medidas de preservação, e, não para protestos que acontecem todos os anos pelo mundo pedindo por medidas drásticas para a contenção de danos.

É importante que cada um faça sua parte. Mas com a quarentena e isolamento social, como é possível comemorar o Dia da Terra? Finalizamos com algumas dicas:

  • Plante uma planta em casa ou pesquise locais e possibilidades para plantar uma árvore quando a quarentena acabar;
  • Aprecie a natureza. Um pôr do sol já vale, mas também procure na internet lugares onde a natureza é abundante e planeje uma visita;
  • Separar o lixo dentro de casa e fazer o descarte consciente;
  • Fazer uma horta e aproveitar o clima brasileiro para cultivar temperos e suculentas;
  • Se você tem filho, presenteie com brinquedos recicláveis educativos. 

Lembrando que apesar de abril ser um mês de conscientização, é preciso estar atento ao meio ambiente no ano inteiro. 

 

Fonte: ONU

earthday.org

brasil.elpais.com

National Geographic Brasil

Estadão